28 de out de 2011

A História do gênero "Survival Horror"



Depois de criar o magnífico Top 10 dos jogos de terror desta geração, o Modern X Games, decidiu, então contar a vocês da melhor forma possível, como se iniciou o gênero "Survival Horror". Bom diante daqui não contarei nada, pois isso você só poderá ver ao ler o resta da matéria, que aliais esta muito boa, e sem duvidas não vai te arrepender.


 Foi um grito que você acabou de ouvir? Uma sombra se moveu ou são as luzes apenas brincando com você? Há algo à espreita na neblina ou em torno desse canto? Se você já jogou um jogo de terror, há uma grande chance de você já ter perguntando a si mesmo essas perguntas citadas em algum ponto. De todos os gêneros, a partir de RPGs de fantasia para FPSs modernos e tudo mais, Survival Horror é o único que pode despertar nossos instintos mais básicos dos animais: luta e fuga. A reação de uma pessoa normal, quando uma criatura pula em cima dela, é correr, e quando você estiver com pouca munição e saúde, esta é a única maneira de sobreviver. Mas como isso começou, e mais importante, como é que se tornou o gênero mais orientado de ação que vemos hoje?

 Resident Evil ganha muita atenção, uma vez que conduziu a criação do termo em 1996, conhecido como "Survival Horor" e que vinha sendo realmente começado sete anos antes com a primeira tentativa da Capcom no jogo: Sweet Home. Resident Evil originalmente deveria ser um remake desse jogo, antes de se tornar o jogo que gerou a série de terror de maior sucesso na história e um dos jogos mais vendidos de todos os tempos. Sweet Home e Resident Evil compartilham algumas poucas semelhanças: ambos ocorrem em uma mansão repleta de muitas criaturas aterrorizantes, eles compartilham a tela de carregamento onde se utiliza lentamente a abertura da porta, quebra-cabeças difíceis, gerenciamentos dos itens do inventário, e, é claro, a ênfase na sobrevivência. Por sua vez, Sweet Home foi um jogo revolucionário, e seu legado não apenas inspirou Resident Evil, que também estabeleceu as bases para o que viria a ser o gênero Survival Horror.



Bom, se você não conheçe o revolucionário Sweet Home, veja o gameplay abaixo ou jogue agora, em Java, clicando aqui: Jogue Sweet Home - O jogo que deu origem ao Resident Evil



Em 1992, Alone in the Dark (Assista um gameplay, clicando no título do jogo) levou tudo para um nível totalmente novo. Este jogo trouxe consigo câmeras estáticas e personagens tridimensionais, características que foram usados na franquia Resident Evil, quatro anos depois. Alone in the Dark também teve um foco em uma história muito madura e complementada de puzzles junto com combates em seu caminho através de ondas de inimigos para o progresso da história. Sua atmosfera sempre trouxe medo, afinal você nunca sabia o que estava esperando por você. Foi aterrorizante. Até 1996.



Março de 1996 nos trouxe o primeiro jogo da franquia infestado de Zumbis e que fez muita história, Resident Evil. As câmeras fixas, criaturas aterrorizantes, conservação de itens e uma atmosfera espessa com cut-scenes e uma tonelada de conteúdos desbloqueáveis, e o mais importante, muitos momentos inesquecíveis. Ao longo dos próximos dois jogos, a Capcom continuou a evoluir sua grande franquia, acrescentando novos personagens, inimigos emblemáticos como o Nemesis, e expandindo a ficção com cada novo jogo. Enquanto isso, alguns candidatos novos entram no ringue.
 
  Capitalizando sobre o sucesso de Resident Evil, foi um punhado de jogos que levou o jogo da Capcom a tirar suas próprias conclusões. The Note em 1997, nunca lançado nos Estados Unidos, compartilhou algumas semelhanças de Resident Evil, e foi um dos primeiros jogos de horror a usar um ambiente totalmente 3D. Hellnight (1998) foi um jogo em primeira pessoa, que você não tinha meios de combate. Mesmo Clock Tower 2 (1998) que conseguiu saltar sobre o merchandising de Resident Evil, substituindo a jogabilidade centralizada em "Stealth" para mais ação. E, com Resident Evil 2 nas prateleiras das lojas infectou ainda mais, assim como Parasite Eve que foi o único a oferecer muitos dos elementos mais tradicionais do gênero Survival Horror, mas com um sabor distinto de RPG, semelhante ao estilo de Final Fantasy.

The Note (Playstation)



Hellnight (Playstation)


Clock Tower 2 (Playstation)


 Resident Evil 2 ( Playstation, PC, Nintendo 64, Sega Dreamcast)


Parasite Eve (Playstation)



No ano seguinte, trouxeram aos jogadores uma experiência totalmente nova e aterrorizante com Silent Hill. Em vez de lotes de armas e seqüências de ação frenética, Silent Hill favoreceu uma abordagem mais atmosférica para o gênero Survival Horror. Com o jogo focado em seu elenco original de personagens, um arsenal ainda mais original de inimigos perturbador, e um mundo muito bem feito e completamente imprevisível de nevoeiro e horror. Silent Hill marcou o retorno ao que fez o gênero tão aterrorizante em primeiro lugar, desde que você não podia ver de perto as ocorrências ao seu redor e sempre você sabia que algo terrível estava chegando perto, quando o rádio começava a ter interferência. Acrescente a isso uma história realmente envolvente, com um Mundo Oculto, bastante aterrorizante que foi lançado sem aviso, e uma qualidade sonora assombrosa pelo compositor Akira Yamaoka, e assim Silent Hill estava destinado a ser o início de uma franquia incrível.


 Apesar de alguns dizerem que durante a época do lançamento de Silent Hill,  foi o auge do gênero Survival Horror, havia ainda muitos jogos para virem depois, que foram bastante memoráveis. A primeira destas franquias seria Fatal Frame em 2001. Este jogo foi especialmente terrível porque você não conseguia se esconder dos inimigos, como em Silent Hill, e você não tinha uma arma para mantê-los a uma distância como em Resident Evil. Em vez disso, você tinha a Camera Obscura, a sua única arma contra os espíritos que queriam você morto. Esta única maneira de se defender, e o estilo mais horror psicológico (como em Silent Hill), tornou o jogo um sucesso instantâneo.





 Fonte da Imagens de Fatal Frame: Analise de Games

Nos próximos anos, a Capcom experimentou adicionar mais ação à série Resident Evil, com o Survivor e Dead Aim de 2000 e 2003, respectivamente, ambos focados em tiroteio. Clock Tower 3 também teve sua série com novidades, diante de seus antecessores, removendo o elemento furtividade e substituindo-o por completo com mais ação e combate, apesar de alguns quebra-cabeças e explorações ainda permanecerem. No meio da década, parecia que os gamers estavam ficando cansados ​​dos aspectos que nunca mudavam no gênero Survival Horror, como a conservação de itens, controles desajeitados e puzzles implacáveis.



































Então, em 2005, a Capcom virou tudo de cabeça para baixo. Resident Evil 4 foi completamente diferente dos jogos anteriores da série. Foi jogo de horror, mas com os controles, câmeras estáticas, e quebra-cabeças frustrantes substituídos por controles mais intuitivos, uma câmera em terceira pessoa no estilo "Acima do ombro", e inimigos novos: Los Ganados. Livrou-se de uma das coisas fundamentais da série, que foram os zumbis, o que foi uma aposta muito grande para a Capcom, mas eu acho que é seguro dizer que a aposta valeu à pena. Não só apenas Resident Evil 4 se tornou o jogo de maior sucesso na época, mas também amplamente foi considerado um dos melhores jogos dessa geração de consoles, onde seu legado vive através de jogos inspirados nele, como a série Gears of War.



Resident Evil 4 foi um ponto de viragem para o gênero Survival Horror. Foi uma evolução natural, embora súbita de um gênero que começava a mostrar sua idade. Outras séries que tentaram fazer sucesso e eram similares, foram muito mal sucedidas, como Silent Hill: Homecoming em 2009, que foi fortemente inspirado, pelo menos visualmente, na adaptação cinematográfica de 2006 da série Silent Hill. Vendo a mudança do mundo para o Outro Mundo escuro e torcido, assim como se fez no filme, é apenas lamentável que sua história foi em grande parte inexistente, onde os personagens eram desagradáveis, e a jogabilidade como um todo foi dolorosamente monótono, na opinião de alguns, porém no meu ponto de vista o jogo ficou muito bom, só não ultrapassou seu outro jogo da franquia, o Silent Hill 4.


 Alone in the Dark também tentou uma renovação semelhante em 2008, mas foi muito menos bem sucedida, apesar de ter algumas idéias promissoras e uma trilha sonora incrível.


 Anteriormente, também foram lançados alguns jogos de terror, que na verdade havia inovação gráfica, o que nestas duas ultimas geração, é o que mais se procura. Entre eles, tivemos Silent Hill 2, Silent 3 e Silent Hill, grande jogos aterrorizantes, que foram muito bons, como o primeiro jogo da franquia. Iniciando também no Playstation 2, o exclusivo da Sony, Siren, conseguiu trazer o estilo Survival Horror, juntamente com o estilo estratégico, o que foi algo realmente inovador. Em nossa sexta geração gamer, tivemos muitos jogos Survival Horror, como na geração passada, mas acreditou que na próximo ou talvez a atual, isto não aconteceu.







Em seguida, alguns dias antes do Halloween, o jogo que iria substituir o solitário da nova geração, Alone In The Dark chegou, e nossa mente ativou-se mais uma vez. Dead Space assemelhado pesadamente de Resident Evil, acrescentou um toque de ficção científica em seu enredo, em seu terror, na verdade em tudo. O estoque de itens foi simplificado, e a perspectiva de terceira pessoa fez com que o jogador apontasse a mira laser, e assim gerenciasse a luz. A câmera também era bastante já conhecida por muitos, só que desta vez foi melhorada com a adição de movimentos corpo a corpo e a capacidade de metralhar. Contribuição mais intrigante de Dead Space foi a criação do termo que desde então se tornou um dos meus favoritos: ". Desmembramento estratégico" Você vê, e a única maneira de derrotar os terríveis Necromorphs, é cortando seus membros de seus corpos até que eles ficam em pedaços, com pilha de ossos e pedaços de carne.


 

 Depois de Resident Evil 5 a abordagem do horror se juntou com ação, e Dead Space tornou-se ou está a caminho de tornar-se o "Resident Evil" desta geração. Só o tempo dirá se isso acaba sendo verdade, considerando que esperamos ansiosamente Dead Space 3 e Resident Evil 6, sendo que ambos são rumores de serem muito diferentes dos jogos anteriores, de suas respectivas séries.
















O gênero Survival Horror, para muitos desapareceu. O magnífico grupo de Silent Hills, Resident Evils, e Fatal Frames são agora boas lembranças. Não é uma coisa ruim que o gênero está mudando, porque a mudança é boa. Mudança nos trouxe jogos incríveis como Resident Evil 4, Dead Space, Left 4 Dead, Condemned, FEAR, Alan Wake, e uma tonelada de outros jogos igualmente memoráveis. Para a maior parte, os dias em que a munição devia ser ansiosamente conservada e passar horas em enigmas são agora apenas pedaços de uma relíquia do passado. Os tempos estão mudando, e o gênero horror provou desde o seu início a mais de duas décadas atrás, que ele é a carona do inferno tecnologia, ou seja, o imaginário.




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu fikei com tanto medo do resident evil 1 quando era pequeno, que n tive coragem de joga dps da 1º fase. '-' Dino Crisis 1 eh um jogo q dah mt sustos kkkkkkkk

shugal disse...

dead space 2 é muito massa espero q tenha continuação

Raziel disse...

Muito bom a historia do survival horror =), se bem que não curto esse genero

Gabriel disse...

Gostei bastante dessa história ,já que curto bastante os jogos desse genero ...

igor molinari disse...

quando eu era pikeno fui inventar de jogar silent hill 1 sem saber q era um jogo de terror , dai chego la no começo da parte dos monstros lá q tinha q morrer dai eu morri e fikei com trauma ñ dormi direito por muito tempo kkkkkkkkkkkkkk XD

Seguidores

Agregadores


Colmeia: O melhor dos blogs
Tedioso: Os melhores links
Agregador de Links - Madruga Links

Translate

Parceria

Powered by BannerFans.comAfontegeek -- A maior fonte sobre Cultura-Pop da internethttp://0.gravatar.com/avatar/202d794ecfe4a4b708470f33de8724c6?s=40&d=http%3A%2F%2F0.gravatar.com%2Favatar%2Fad516503a11cd5ca435acc9bb6523536%3Fs%3D40&r=G

Visitas